Página inicial #UPfazendoacontecer A ansiedade bateu. E agora?

A ansiedade bateu. E agora?

0
1062

Está se sentindo ansioso nos últimos dias? A redação do FAZ AÍ pediu para o professor Gilberto Gaertner, do curso de Psicologia da Universidade Positivo, algumas dicas para manter a calma, mesmo em meio ao caos.

AFINAL, O QUE É A ANSIEDADE?

Segundo Gilberto, a ansiedade é um estado de humor marcado pela preocupação, tensão muscular e aceleração da respiração e do ritmo cardíaco. O que acontece é que a pessoa, em meio a uma crise, antecipa uma ameaça que pode ser real ou apenas imaginária.

QUEM PODE TER ANSIEDADE?

Ninguém está imune. A ansiedade é algo que todo mundo sente de vez em quando. A resposta de uma entrevista de emprego, o resultado de uma prova ou o primeiro encontro com o crush. Esse tipo de ansiedade costuma ser passageiro, e sabemos exatamente o que o causa, mas é preciso estar atento ao tempo de duração desse sentimento.

Quando uma pessoa sente esse tipo de desconforto por um período mais longo, ou não consegue controlar esse sentimento, podemos dizer que ela sofre de ansiedade crônica, ou seja, um transtorno de ansiedade que pode ser causada por um momento traumático ou estressante na vida da pessoa.

Algumas pessoas lidam melhor com isso, mas outras nem tanto. Isso não quer dizer, de forma alguma, que a pessoa que não consegue controlar a ansiedade é mais fraca que as outras. Existem várias causas para que a ansiedade acabe batendo mais forte em uns, por exemplo: fatores genéticos, histórico familiar ou até mesmo o ambiente onde a pessoa vive.

No momento atual, o mundo todo está passando por um sentimento de ansiedade generalizada. Normal, né? Afinal de contas, ninguém de nós viveu uma pandemia como essa. Estamos todos aprendendo juntos a lidar com esse sentimento.

OK, MAS COMO ALIVIAR OS SINTOMAS DA ANSIEDADE?

O professor Gilberto separou algumas dicas para lidar com a ansiedade enquanto estamos na fase de isolamento social:

  • Estabeleça horários específicos de atividades para manter sua rotina em ordem, mas não esqueça de colocar espaços na agenda para relaxar e se divertir um pouco;
  • Pratique exercícios físicos. Existem vários canais e perfis com atividades gratuitas para fazer em casa;
  • Mantenha contato com sua família, seus amigos e colegas de sala ou de trabalho, mas não esqueça: por meios digitais, ok?
  • Durma bem! Uma boa noite de sono é fundamental para manter a saúde mental em dia.

⚠️ Caso você esteja vivenciando episódios de ansiedade, angústia ou tristeza, saiba que você não está sozinho!

A Universidade Positivo disponibiliza o contato do Centro de Psicologia para orientações e atendimentos on-line pelo e-mail: centrodepsicologia@up.edu.br

Ah, e olha só que legal, o professor Gilberto também fez um vídeo falando mais sobre práticas que você pode exercitar para seu controle emocional.

#UPfazendoacontecer

Leia também:
Estudar em casa: 5 dicas para manter o controle
Experimente ser feliz, mesmo em tempos mais difíceis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here